11 de março de 2017

Marketing e Amor, de Rebecca Romero

Título: Marketing e Amor
Autor (a): Rebecca Romero 
Editora: Independente 
N° de páginas: 234
Classificação:★ 


✏ Sinopse: Margot O’Hara é uma das empreendedoras mais bem-sucedidas do país e tem sua vida inteiramente como ela sonhou. Vendo mais uma oportunidade, ela aceita a proposta que a família Renard lhe apresenta: uma parceria para que ela ajude a salvar uma agência de relacionamentos que está propensa a falir. Elijah Renard, por outro lado, está infeliz com seu trabalho. Mas quando passa a conhecer Margot, ele começa a sentir uma chance de reatar seu interesse nos negócios da família. Seguindo esse caminho de marketing e empreendedorismo, Margot e Elijah iniciam um vínculo que vai além do digital.


Não há nada de errado em aproveitar a oportunidade que tem. Ambição é somente ruim quando você derruba os outros ou passa por cima deles.


Margot O'Hara trabalha com marketing digital e é muito boa no que faz e famosa no ramo. Elijah é dono (junto com seu pai) de uma empresa que compra outras empresas que estão prestes a falir e as faz voltar a ter sucesso. E é aí que ele conhece Margot.

Com o intuito de comprar e dar vida novamente a um site de relacionamentos, o pai de Elijah, após assistir a uma palestra maravilhosa de Margot, a contata para mostrar todo o seu potencial. E é aí que os protagonistas começam a se relacionar melhor. Já podemos imaginar que vai rolar um clima, né?! Mas a história é muito mais que isso, eu garanto.

Costumamos ler livros em que o foco é o homem, né?! Ele é o rico, bem sucedido e controlador. Pois nesse livro é diferente. Nós temos mulheres poderosas, decididas e independentes. E eu amei isso. Nos mostra como a mulher, mesmo que aos poucos, está conseguindo seu espaço dentro da sociedade e desconstruindo pensamentos limitados. Mulher não tem que ter uma lista de empregos que ela pode ou não trabalhar ou uma lista de coisas que ela pode ou não ser. Margot lutou para chegar onde chegou e mostrou que ela podia sim ser o que ela quisesse.

Uma coisa que gostei muito no romance é que ele não acontece de repente. Ele vai sendo construído aos poucos durante a leitura. Os personagens são maduros; apesar de não se apaixonarem e se envolverem tão de cara, não ficam enrolando, são sinceros um com o outro, sabe? Gostei bastante disso também.

O modo como a paixão vai crescendo e como o romance foi desenvolvido foi muito bom! Achei os personagens secundários cativantes também, principalmente o pai de Elijah e Gillian, amiga e companheira de trabalho de Margot.

O livro também trata de um assunto mais sério: depressão. Ela assola o personagem e modifica sua vida, mas se tornou claro que ele precisava ser ouvido e apoiado, porque isso não é algo fácil de se livrar. É controlador. É desolador. Foi muito bom acompanhar a melhora do personagem e a mudança em sua vida, tanto pessoal como profissional.

E durante a leitura Margot cita Harry Potter e a série Sherlock. Olha, seríamos boas amigas 😂😂😂 A autora soube colocar as doses certas, tanto de humor quanto de romance. Uma ótima leitura para o feriado, para passar o tempo, sair da ressaca literária... enfim, indico muito! 💙


ACOMPANHE O BLOG
FACEBOOK  INSTAGRAM  TWITTER 
Contato: minhasecretapoesia@gmail.com
Obrigada por tudo, pessoal!
Beijos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário