13 de abril de 2017

Tudo que deixamos para trás, de Maja Lunde

Título: Tudo que deixamos para trás
Autor (a): Maja Lunde
Editora: Morro Branco
N° de páginas: 475
Classificação:★,5


✏ Sinopse: Em 1852, William é um deprimido biólogo inglês, que deseja criar um novo tipo de colmeia capaz de trazer reconhecimento para sua família. Em 2007, George é um apicultor americano que luta para manter o negócio produtivo e acredita que seu filho pode ser a salvação de sua fazenda. Em uma China futurista, quando todas as abelhas desapareceram, Tao trabalha com polinização manual. Enquanto passa seus dias pendurada em árvores, deseja para seu filho uma educação e vida melhores do que a sua. Mais do que uma distopia sobre o desaparecimento das abelhas, em que passado, presente e futuro se encontram, Tudo Que Deixamos Para Trás é uma poderosa história sobre o relacionamento entre pais e filhos e o sacrifício que fazemos por nossas famílias.

"As abelhas eram capazes de cobrir vários quilômetros num dia só. Milhares de flores. Sem elas, as flores eram inúteis. Bonitas de ver enquanto durassem, nenhum valor a longo prazo. As flores murchavam, morriam, sem dar frutos."

Temos presente nesse livro três histórias, que se passam em três tempos diferentes. Em 1852 temos William, naturalista e biólogo que divide seu tempo entre pesquisas e uma grande criação: um novo tipo de colméia. Em 2007, temos George, um talentoso apicultor que possui uma dificuldade de relacionamento com o filho. A apicultura fora passada de geração em geração em sua família, mas o filho não parece muito interessado no assunto. Até que algo muda o rumo da história. 2098, em uma china futurista, temos Tao. As abelhas não mais existem e a polinização agora é feita de forma manual, um trabalho desgastante e que não traz muita renda para a família. Um dia de folga que seria considerado um presente, acaba virando um pesadelo.

🐝🐝🐝🐝

Ainda que possa parecer confuso, o livro em nenhum momento me fez sentir deslocada, pois as histórias são interligadas por um ponto principal. O modo como a autora a fez se desenvolver tornou todos os fatos, mesmo que divididos, entrelaçados como um nó. 

Essa foi, para mim, uma leitura diferente. Nesse livro, as próprias pessoas são os vilões. Ele tem um olhar muito voltado para a consequência dos atos que o ser humano comete contra a natureza e traz à tona questões que mostram como é importante preservar e cuidar do nosso precioso meio ambiente. O livro, desde o início, falou muito sobre a importância da abelha e o impacto de sua falta para o mundo. E me fez refletir, também. Um inseto tão pequeno, na maioria das vezes ignorado por nós, tem grande parte no que precisamos para sobreviver. 

A abelha pode ser pequena aos nossos olhos, mas seu papel é realmente imenso para a natureza e para nossas vidas. O ser humano, às vezes, se vê como o centro das coisas, mas esquece do quão dependentes e frágeis nós somos em relação à natureza. 

"Eu tinha oito anos de idade e compreendi apenas uma fração do que li e ouvi. Mas entendi o respeito profundo de minha professora, o livro a tinha tocado. E entendi essa parte sobre a educação. Sem o conhecimento não somos nada. Sem o conhecimento somos animais."

Algo muito interessante a respeito do livro foi o fato de que instigou minha curiosidade sobre o assunto. Não foi somente ler páginas e páginas, mas também adquirir conhecimento. A autora soube tratar bem do assunto e mostrar o impacto do mesmo na sociedade.

💛 Temos que lembrar que somos somente uma parte de tudo isso. 
Uma pequena gota em um imenso oceano. 💛

A parte dessa trajetória criada por Maja que mais me chamou a atenção e prendeu foi a do futuro, com Tao. Ela demonstra seu amor incalculável pelo filho desde a primeira página que cita sua história. E a relação familiar é tratada durante todo o livro, a autora chama bastante atenção para o assunto.

Gostei bastante da forma como as três histórias foram se entrelaçando ainda mais na reta final do livro e também do final, não arrebatador, mas aquele que nos mostra todos os fatos como são. Demonstra conforto e esperança. 

"Pela primeira vez em muitos anos, eu me deixei abraçar por livros, por palavras. Eu poderia ter passado uma vida inteira aqui."

E o que dizer dessa edição? A Editora caprichou, todos os detalhes, tantos externos quanto internos do livro estão maravilhosos e super temáticos 💛🐝 Leitura super indicada!

Editora parceira
ACOMPANHE O BLOG
FACEBOOK  INSTAGRAM  TWITTER 
Contato: minhasecretapoesia@gmail.com
Obrigada por tudo, pessoal!
Beijos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário